Navega UFRJ flyer 09 junho

O próximo #NavegaUFRJ vai tratar de um tema que vem sendo bastante debatido, em especial nesse período de pandemia e isolamento: a saúde mental.

Vamos discutir como diversos projetos de arte e cultura, surgidos a partir do processo da reforma psiquiátrica, vem se constituindo como “possibilidades de invenção de novos modos de vida que produzem cidadania, circulação social e ampliação do conhecimento e da liberdade, para os sujeitos em sofrimento mental, profissionais e familiares envolvidos nos processos inovadores”, como é defendido pelo psicólogo e pesquisador da Fiocruz, Eduardo Torre, um de nossos convidados. 

Com mediação de Míriam Starosky (FCC), o debate também vai contar com o médico e pesquisador da Fiocruz, Paulo Amarante e a psicóloga Ariadne Mendes, fundadora do Loucura Suburbana, bloco carnavalesco que reúne usuários e profissionais da rede municipal de saúde mental do Rio de Janeiro.

Nessa edição do Navega UFRJ também celebramos os 120 anos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) por seu trabalho referencial em pesquisa, ensino, cultura e promoção da saúde e da cidadania.

Vem navegar com a gente? A transmissão acontece pelo Facebook e também em nosso canal no YouTube.

 

#ParaTodosVerem
Folheto virtual retangular em orientação retrato. No topo, faixa azul ocupa uma parte de treze da altura. Em sua extremidade direita, o símbolo de Interpretação em LIBRAS. Esta faixa é limitada por uma linha horizontal, ondulada, fina e azul-clara, formada por vinte e cinco parábolas intercaladas. Esta linha repete-se abaixo, paralelamente, por mais dez partes da altura, formando entre elas faixas onduladas de azul escuro.
Nesta área de ondas, na parte superior, entre a terceira e quinta linha, a palavra navega em fonte verde-limão e com leve inclinação diagonal para cima. Sobre o V da palavra, o ponto de um ícone de rede sem fio, com seus três arcos ocupando uma região de primeiro quadrante. Abaixo, entre as sexta e oitava linhas onduladas, a palavra UFRJ em fonte laranja e com leve inclinação diagonal para baixo. Acima do espaço entre R e J, o ponto de um ícone de rede sem fio, com seus três arcos em uma região de quarto quadrante. Abaixo, o texto em fonte branca: Arte e cultura em rede.
Abaixo, mais uma linha onduladas e, depois, ao centro, um retângulo azul-escuro com o texto: em fonte verde-limão e maior, Cultura, Loucura e Saúde Mental. Abaixo, em fonte laranja e menor, 9/6 e, depois de um marcador circular, 16h. Abaixo, em fonte branca, Ao vivo no Youtube e no Facebook do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ.
Abaixo do retângulo, lado a lado sobre as ondas, quatro fotos circulares de primeiro plano dos rostos dos participantes. Abaixo, uma faixa grossa azul-escura com os nomes de cada um, em fonte verde-limão, e suas entidades representadas em fonte branca sob cada respectiva fotografia, cuja extremidade direita sobrepôe-se à extremidade esquerda da foto seguinte, exceto a última. Ordem das fotos da esquerda para a direita:
Foto colorida de um homem adulto branco, com barba média e cabelos longos, lisos e pretos presos para trás caindo sobre o ombro na esquerda. Ele veste uma camiseta preta de gola redonda e usa óculos de grau com armação retangular, com lados superiores e externos na cor preta e lados inferiores e internos, além da ponte, em cor marrom. Sorri levemente com lábios fechados. Ao fundo, parede branca. Na faixa azul-escura abaixo, Eduardo Torre, Lab. de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial / Fiocruz.
Ao lado, fotografia colorida de um homem adulto branco, com cabelos lisos, curtos e grisalhos com tons castanhos-claros. Ele veste uma camisa em azul grisalho com o botão superior da gola aberto e usa um óculos de grau de armação retangular marrom. Sorri levemente com lábios fechados. Ao fundo, parede branca acinzentada. Abaixo, Paulo Amarante, Fiocruz.
Ao lado, fotografia colorida de uma mulher branca adulta. Uma alça azul em cada lado do pescoço percorre seu colo. Ela tem cabelos grisalhos ondulados na altura dos ombros e usa brincos com pingentes retangulares verdes em orientação retrato pendendo na altura da metade do pescoço. Sobre sua cabeça, voltado para a direita, um efeite de frutas artificiais nas cores verde, vermelho, roxo, laranja e amarelo. Ela sorri amplamente com a boca aberta e os olhos apertados, enquanto seus ombros estão articulados como quem abre os braços. No fundo superior, detalhe de uma faixa horizontal com fundo alternando de uma faixa vertical lilás à esquerda para uma azul ao centro e, por fim, uma rosa à direita. Sobre este fundo, inscrevem-se as letras na sequencia: um detalhe de L em azul, um O em verde, um U em amarelo, um C em rosa, um U em roxo e o detalhe de um R em amarelo. Depois, abaixo, o detalhe de uma letra em azul, um B em rosa, um U em lilás e os detalhes de uma letra amarela com borda verde atrás da mulher, que cobre as próximas letras até o detalhe de um N rosa na extremidade direita. Abaixo, Ariadne Mendes, Loucura Suburbana / Instituto Municipal Nise da Silveira.
Por fim, ao lado, fotografia em preto e branco de uma mulher branca adulta, sorrindo, com cabelos soltos, lisos e longos caindo sobre seu colo. Abaixo, Míriam Starosky, entre parêntesis, mediadora, Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ.
Abaixo da faixa azul-escura, uma última faixa ondulada acima das duas últimas partes da altura. Nesta, sobre um fundo branco, os logos da UFRJ 100 anos, do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, do PROART - Programa de Apoio às Artes, da Dirac - Diretoria de Acessibilidade da UFRJ e do SUAT - Sistema Universitário de Apoio Teatral.
Abaixo, uma faixa azul-escura toma a parte inferior com o texto em fonte branca: Ajude os Hospitais da UFRJ. Saiba como em, agora em fonte laranja, coronavirus.ufrj.br/DOE.

UFRJ Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ