A Mostra Dissidências Sexuais - Diversidade, Cidadania e Direitos torna público o resultado da sua seleção de estagiário. 

Veja AQUI.

IMAGEM 1

As homenagens aos 200 anos do Museu Nacional (MN) já começam com a história da instituição sendo contada na festa brasileira mais popular: O Carnaval. O Museu e a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense têm suas histórias entrelaçadas, com destaque para a trajetória da patronesse da Escola, a Imperatriz Leopoldina que foi amante da ciência. Seus estudos preferidos eram nas áreas da Botânica, Mineralogia e Zoologia. Ao chegar ao Brasil, atuou como uma das grandes incentivadoras da criação do Museu Real, junto a seu Sogro, o Rei D. João VI.

A exposição fica em cartaz até 4 de fevereiro, com entrada franca. O público tem a oportunidade de conhecer 23 réplicas digitais das obras do artista e se inspirar em suas cores e no desejo de transformar a realidade.

A Mostra Dissidências Sexuais - Diversidade, Cidadania e Direitos torna pública a sua seleção de estagiário.  

Outras informações no EDITAL.

UFRJ Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ